Comunicação de Marketing – As campanhas nos convencem?

comunicação e marketing

O vídeo para TV  é a mídia de comunicação de massa mais disseminada entre as vertentes da Propaganda. Infelizmente, fazer vídeo é caro (valores absolutos), trabalhoso e a veiculação de 30 segundos (é, geralmente temos apenas 30 segundos mesmo…) em rede nacional  é privilégio de marcas que possuem budget para arcar com esse investimento.

A métrica também é complicada, já que existe a dependência de institutos como o IBOPE, que oferece a audiência aproximada sem grandes comprovações.  Um fenômeno legal é a migração dos vídeos para as redes virais, como o Youtube. É uma forma de mensurar o alcance muito mais interessante (através dos views) e também uma maneira de disseminar o conteúdo.

As campanhas do Itaú reforçam os vínculos emocionais que os brasileiros possuem com a marca mais valiosa do Brasil. Sua estratégia de modificar seus canais e os os maciços investimentos em TI consolidaram a campanha “O mundo muda e o Itaú muda com você”.

Já a Brastemp, depois de passar por problemas nas mídias sociais (saiba mais aqui), tenta reverter essa percepção, criando um vídeo com claro objetivo viral para o lançamento de sua geladeira Inverse, que inverte geladeira e freezer – “O céu virou chão”.

O principal objetivo da Comunicação é levar a estratégia até o público alvo. Exemplo? A estratégia de crescimento do BRADESCO é a capilaridade (distribuição) através de sua rede de agências. Quais são os slogans utilizados por este banco? “Presença” e  “lado a lado”.  Sabendo disso, vocês acham que o objetivo foi alcançado por essas marcas? Afinal, essas campanhas nos convencem?

Camila Renaux

Camila Renaux

Consultora de Marketing Digital em Blumenau (SC), especialista em Marketing e em Gestão de Negócios Interativos. Novas mídias, inovação e plataformas interativas fazem parte da sua rotina, assim como o planejamento e a elaboração de estratégias digitais - e suas métricas.

Comentários

  1. Ariane Simas disse:

    A frase do menino: “o telefone é maior que a minha orelha” mostra a realidade como ela é, em um mundo onde as crianças nascem tendo contato sempre com o novo cada vez mais cedo, em uma era onde tudo muda rápido demais. Diferente da época (não muito tempo atrás) em que nossos pais eram crianças, onde as coisas ficam estagnadas por um tempo até surgir uma ‘atualização’ daquilo. Temos que estar sempre nos reciclando e atualizando, pois, caso contrário, quando vamos reparar, temos que fazer como a menina disse: “para fazer churrasco”. Ótimo post!!!

Deixe uma resposta