Social Commerce: redes sociais como plataforma de negócio

Já falamos sobre social commerce aqui no Marketing Drops e apresentamos o case de sucesso da Magazine Luiza, que levou o ponto de venda para dentro do Facebook e do Orkut. E para os empreendedores, quando as redes sociais viram a base do negócio? Vou contar a história de Brent Hieggelke, que há três anos atrás tentou locar sua casa de veraneio no Estados Unidos, mas ficou com medo que desconhecidos ficassem sozinhos na propriedade. A solução foi buscar por potenciais locatários via redes sociais, onde ele poderia conhecer mais sobre o perfil dos interessados. Essa é a história da criação do Second Porch, um aplicativo para o Facebook que fecha negócios imobiliários entre amigos! Os usuários do aplicativo usam os murais para divulgar, avaliar a disponibilidade e recomendar as propriedades mais bacanas. Aqui tem um print de como funcionava a página inicial do aplicativo. Sim, eu disse funcionava! Porque o negócio atraiu a atenção da HomeAway, uma empresa de serviços de locação na web que comprou a Second Porch – e seus mais de 16.000 usuários – por um valor bem expressivo, na casa dos milhões. A expectativa é que até o final do ano as operações das duas empresas estejam unidas. É business puro!

.

site da Second Porch - app de social commerce

.

A Yardsellr é outro case sensacional, uma jovem empresa americana que usa o Facebook como plataforma de e-commerce. Lá os usuários vendem produtos para aqueles que tem interesses semelhantes. Conseguem avaliar o impacto de uma estratégia como essa para produtos típicos de cauda longa? Funciona assim: quando algum participante põe um item à venda, o aplicativo joga essa informação no mural dos demais usuários, permitindo que participem de conversas em andamento. Segundo a empresa, mais de 100.000 participantes comentam regularmente os produtos que curtem, seguindo links para retornar ao próprio Yardsellr para finalizar as compras (a empresa fica com uma taxa pela prestação de serviços de marketing). São 3,9 milhões de participantes do serviço – válido somente nos Estados Unidos – e 20.000 novos usuários por dia. Show de bola, hein?!

.

yardsellr social commercecomo participar yardsellr

.Muito satisfeito com o resultado, o grupo resolveu criar mais um negócio baseado em social commerce, o Style.ly, que vende roupas e acessórios! Vale a pena conferir! :)

Camila Renaux

Camila Renaux

Consultora de Marketing Digital em Blumenau (SC), especialista em Marketing e em Gestão de Negócios Interativos. Novas mídias, inovação e plataformas interativas fazem parte da sua rotina, assim como o planejamento e a elaboração de estratégias digitais - e suas métricas.

Comentários

  1. ola procuro uma empresa aqui no brasil capaz de fazer o mesmo sistema de comercio eletronico no facebook como o do magazine luiza poderia me indicar alguma empresa….que tenha contatos…

Deixe uma resposta