Update do Google para sites mobile: Entenda o Mobilegeddon

Update do Google para sites mobile: Entenda o Mobilegeddon

“A partir de 21 de abril, estaremos expandindo o uso de recursos mobile-friendly como sinal de ranqueamento. Esta mudança irá afetar as buscas em dispositivos móveis em todos os idiomas e países, impactando significativamente os resultados de busca”.

Quando o Google anunciou isso, o mercado de Marketing Digital tremeu. Basicamente, o Google informou que aplicaria um critério de avaliação para indexação de sites que incluiria um “sim ou não” para versão mobile e também que aplicativos seriam mais frequentes entre os resultados de busca.

O maior medo era que essa atualização tivesse um impacto similar ao do Panda Update lá nos idos de 2011 e 2012 – “penalização” de sites pobres em conteúdo e com arquitetura fortemente orientada à mídia paga. Na época a atualização gerou um terremoto nos rankings de busca e no faturamento de grandes portais, fortes adeptos desse tipo de estratégia.

Mas de fato, o que aconteceu?

Esse se tornou mais um critério de ranqueamento e não o único, soberano. A boa e velha estratégia de otimização (SEO) baseada na alta autoridade da página, geração constante de conteúdo de qualidade, criação de backlinks, melhora no tempo de carregamento e uma arquitetura da informação que gere uma boa experiência de navegação ainda são mais determinantes para o posicionamento do seu site, lá no topo, onde todos querem estar :)

Por isso posso deixar para lá?

Não! Mobile não é mais tendência, é dia a dia. O Brasil possui mais de 163 milhões de celulares com acesso 3G e segundo o Facebook, 80% dos acessos diários à rede social acontecem através de dispositivos móveis. A compra do Instagram e do Whatsapp reafirmam o compromisso de Mark Zuckerberg (e seus acionistas) em abocanhar essa parcela do mercado.

Proporcionar uma experiência interessante em celulares e tablets deixou de ser diferencial para ser pré-requisito e foi esse movimento que o Google apoiou.

Google Mobile Day

“O celular vem se tornando nossa primeira tela, não mais a segunda ou terceira tela. Nós não ficamos mais online, nós vivemos nossa vida online” (Google, 2015). Palavras da salvação!

No dia 10 de junho de 2015 o Google realizou um evento global reforçando mais uma vez seu compromisso em trazer resultados orientados ao novo comportamento dos usuários. O motivo, segundo eles: 86% dos usuários fazem pesquisa em dispositivos móveis antes de comprar, e 6 em cada 10 espectadores usam o mobile enquanto assistem TV (dos quais 7 em 10 prestam mais atenção no mobile).

O evento, que foi transmitido via streaming, outra forte tendência, pode ser assistido pelo Youtube e eu recomendo que você faça isso agora.

Além disso, o Google disponibilizou uma série de artigos sobre mobilidade que ficam reunidos no hotsite do evento e que valem a leitura!

Layout Responsivo, Site Mobile (m.) ou App.?

A regra é aproveitar uma funcionalidade nativa de qualquer celular: eles já vem com um navegador – sem precisar de download. Se uma mesma tarefa pode ser feita no site mobile ou em um app, faça no site mobile. Ninguém vai baixar um app só pra conhecer um pouco mais sobre o seu negócio.

O público dos aplicativos é menor (aproximadamente 7% dos usuários), mas são consumidores mais fiéis.

Seus consumidores buscam experiências únicas? As funcionalidades do seu site vão além do que pode ser feito num navegador? Seu produto é um game, mídia, rede social ou algo para as pessoas se entreterem? Nesses casos, vale a pena investir em apps. No mais, faça um bom site mobile e continue fazendo o dever de casa do SEO, como disse no início do post.

Quando você visita um site responsivo, seja do computador, smartphone, tablet ou notebook, o design é o mesmo. O que altera é como o design é apresentado.
O layout inteiro é “ajustado” de acordo com a resolução do dispositivo (leia mais aqui).

A escolha entre um site mobile, que é feito pensando exclusivamente em acessos móveis, ou o responsivo, que se ajusta à tela mas sempre com o mesmo “look and feel”, depende da sua estratégia digital.

  • Em uma análise no Google Analytics, o site é muito acessado através de mobile e diferentes resoluções de tela?
  • A sua marca é inovadora e tem forte apelo visual?
  • Você usa alguma plataforma “semi pronta” como o WordPress na qual seja tão simples implementar um tema responsivo quanto um mobile?
  • O seu orçamento permite o investimento?

Se respondeu sim para algumas dessas perguntas, vá de responsivo. O Google prefere, o usuário prefere e você já resolve mais problemas de uma só vez. Se não é o seu caso, tenha um site mobile e comece um planejamento para migrar ao responsivo quando for necessário (ou possível).

Meu site é amigável para acessos móveis?

Para saber se o seu site foi aprovado neste novo critério do Google, utilize essa ferramenta aqui. É gratuita!

Para melhorar ainda mais as estratégias de SEO para dispositivos móveis, utilize a documentação e as dicas do próprio Google, através de seu material para desenvolvedores.

Espero que tenham gostado – ou pelo menos se tranquilizado :) Até a próxima!

Camila Renaux

Camila Renaux

Consultora de Marketing Digital em Blumenau (SC), especialista em Marketing e em Gestão de Negócios Interativos. Novas mídias, inovação e plataformas interativas fazem parte da sua rotina, assim como o planejamento e a elaboração de estratégias digitais - e suas métricas.

Comentários

  1. Follow.Social disse:

    Excelente trabalho Camila, parabéns!

    Conheça o Follow. Nova ferramenta de marketing digital no Instagram.
    Aumente o número de seguidores reais (brasileiros interessados no seu negócio).

    Quer conhecer? Acesse https://follow.social

  2. Camila, adorei teu blog! Inspiração para nossa empresa! Parabéns!

  3. Sensacional! Encontrei seu trabalho hoje, mas posso garantir a você que já me tornei um grande fã.
    Informações valiosíssimas.
    Parabéns pelo belo trabalho.
    Sem dúvida seu site é um daqueles que deixo lá na barra de favoritos.
    Desejo a você muito sucesso!

    Marcos Trombetta

  4. Fernando Henriqur disse:

    Olá camila. Muito bom o blog. Você tem algum livro recente pra indicar sobre métricas web? Queria algo tipo o otimização de conversão. Valeu.

    • Camila Renaux Camila Renaux disse:

      Oi, Fernando!

      Tudo bem?

      Eu uso os livros para entender estrategicamente o todo, já que a esmagadora maioria é de pelo menos 3 anos atrás – o que já é considerado desatualizado para o dia a dia na Internet. Meu foco é o material sobre a ferramenta que estiver utilizando. Caso seja o Google (por exemplo) temos blogs, fóruns, tutoriais, etc. É um material muito completo que dá suporte integral e complementa o conhecimento mais estratégico e teórico que os livros nos dão :)

      Abraços,
      Camila

Deixe uma resposta