Como criar conteúdo de qualidade nas mídias sociais?

gigya-aplicativos-midias-sociais-software-camila-renaux

Olá leitores do Marketing Drops!

Há alguns posts atrás expliquei o que é Inbound Marketing e como essa vertente pode ser o diferencial da sua marca. É uma maneira de fornecer inteligência documentada – uma prova de que sua marca sabe como fazer aquilo que entrega na forma de benefício.

O conteúdo é o foco do Inbound Marketing, seu principal ingrediente. No post de hoje vou compartilhar cinco dicas que tornarão o dia a dia da geração de conteúdo mais fácil e mais rentável. Vamos lá!

1. Conheça seu público

É essencial e primordial. Para relacionar, tem que conhecer. Estude a fundo o público alvo da sua empresa e fuja das tabelas demográficas que fazem pouco sentido na hora de escrever um post auxiliando seu cliente a usar um produto, por exemplo. Quanto mais psicológico, melhor. Entender o comportamento de compra ajuda muito na hora de gerar conteúdo. Uma gerente de vendas descreveu seu público alvo para mim de forma brilhante: “Eu vendo roupas infantis para as filhas cujas mães assistem novelas, sonham em conhecer Nova York e adoram Victoria Secrets. Elas fazem chapinha no cabelo e pintam a unha de rosa para ir pro forró com o maridão. Querem que as filhas sejam modelos, bailarinas – querem babados, tudo cor de rosa. Bem perua, sabe?” Essa marca sabe muito sobre essas mães! Em duas frases sobre o público há uma infinidade de possibilidades para conteúdo. Quer ajuda? Use o método Persona.

2. Tenha um cronograma

Para driblar a falta de recursos – pode ser tempo, equipe ou até orçamento – o melhor é ter disciplina. Esteja preparado, mantendo sempre alguns posts, palestras e podcasts na manga. Se algum imprevisto surgir, sua marca terá conteúdo para alimentar os canais de informação. Uma dica é gerar conteúdo em blocos: faça uma triagem de assuntos e estruture a publicação através de agendamento. Frequência? Descubra a frequência dos seus concorrentes e a voracidade por informação do seu mercado – eles são os indicadores. Faça melhor do que o esperado! Outra forma de fazer acontecer é ter mais do que um responsável pela geração, distribuindo a tarefa entre membros do time. Quando a empresa é pequena e todos colaboram fica mais fácil – e o conteúdo mais rico. Sua empresa não tem equipe capacitada? Saiba como estruturar um social team.

3. Diversifique o conteúdo

O reflexo de conhecer os interesses do seu público surgem aqui, na hora de diversificar – e definir – os temas do conteúdo a ser gerado.

Funciona como em um Plano de Comunicação, é necessário definir os objetivos da empresa nas mídias sociais – definir o porquê dela estar nas mídias sociais – para então, escolher os canais oficiais. É uma via de mão dupla. É interessante estar onde o seu cliente está. Se ele está no Twitter, pode ser estratégico para a marca estar nessa rede social.

Se um dos objetivos da empresa de confecção infantil citada como exemplo no ítem 01 for informar, surgem as possibilidades: como combinar cores, vídeos sobre tendência de moda, dicas sobre cabelos e unhas, posts sobre bons programas entre mãe e filha, podcasts semanais sobre dúvidas dos lojistas que vendem esses produtos… Mas ao mesmo tempo, surgem as mídias sociais como o Scribd e o SlideShare, excelentes para divulgar expertise na forma de informação.

4. Conte histórias

Nenhum ser humano resiste à uma boa história. Somos todos emocionais, prendemos nossa atenção de forma seletiva. Você prefere ler o manual ou que algum amigo seu explique as funcionalidades ocultas do seu celular? Apesar de estar lá no manual maçante, é muito mais emocionante quando descobrimos como fazer algo através do ensinamento de alguém. Confiamos em quem nos ensina. E essa confiança depende do modo como compartilhamos conhecimento. Sem arrogância ou soberba. Conte uma história, com ganchos e pausas – e muita relevância.

5. Monitore os resultados

Mantenha as métricas oficiais como número de reclamações, horas de call center, ROI, vendas, lucratividade, etc. Além delas, mantenha métricas como engajamento, sentimento, viralidade, alcance e share social. Bem vindo ao mundo do SRM ou Social Relationship Management, o CRM das mídias sociais. O importante é gerenciar, ir além das @ no Twitter, ter informação. Existem as ferramentas gratuitas, as ferramentas pagas para gestão de marcas nas mídias sociais e também verdadeiros softwares para Inbound Marketing – que entregam informação valiosa sobre aquilo que é postado.

Espero que tenham gostado do post! Bom trabalho!

Camila Renaux

Camila Renaux

Consultora de Marketing Digital em Blumenau (SC), especialista em Marketing e em Gestão de Negócios Interativos. Novas mídias, inovação e plataformas interativas fazem parte da sua rotina, assim como o planejamento e a elaboração de estratégias digitais - e suas métricas.

Comentários

  1. Marcelo disse:

    Olá, acabei de achar o Marketing Drops e estou gostando muito. Parabéns.
    Você conhece o “Planeta Y” da Cadsoft? Qual sua opinião?

    • Camila Renaux Camila Renaux disse:

      Oi, Marcelo!

      Que bacana que você acompanha o Marketing Drops! :)
      Não conheço o Planeta Y! Fiquei curiosa, vou estudar e compartilhar aqui no blog minhas percepções! Você já testou a plataforma?

      Abraços,
      Camila

Deixe uma resposta